FANDOM


Annabeth Chase (em grego Άνναμπεθ Τσέις) é uma semideusa grega de dezessete anos, filha da deusa Atena e do professor Frederick Chase e prima do semideus nórdico Magnus Chase. Ela é uma das personagens principais da série Percy Jackson e os Olimpianos, bem como da série Os Heróis do Olimpo, onde faz parte dos sete semideuses da profecia. Annabeth é a arquiteta do Olimpo e a conselheira-chefe do chalé de Atena. Atualmente, Annabeth é a namorada de Percy Jackson.

HistóriaEditar

NascimentoEditar

Frederick Chase conheceu Atena em Harvard quando cursava história. Atena o ajudou nos seus estudos na Universidade e através disso eles se apaixonaram. Em 12 de julho de 1993, Atena enviou Annabeth para Frederick como um presente. Assim como todos os outros filhos de Atena, ela era considerada uma "criação", o que significa que ela nasceu através dos pensamentos da deusa, sem necessidade de relações entre seus pais.

Ela chegou á casa de Frederick em um berço de ouro que foi levado do Olimpo por Zéfiro, o vento oeste. Como todas as crianças de Atena, Annabeth também era considerada um "intelecto infantil", mas o seu pai pediu a Atena para leva-la de novo para o Olimpo já que ele não via Annabeth como um presente como Atena havia pensado, porque não sabia que o relacionamento entre eles resultaria em um filho e não estava preparado para cuidar dela. Atena recusou e lhe disse que crianças semideusas deveriam ser criadas com seus pais mortais. Sem escolhas, ele a levou para casa, a acolheu e cuidou dela da melhor maneira que pôde.

Infância Editar

Annabeth tomou o sobrenome de seu pai. Quando ela tinha cinco anos, o pai se casou  e teve dois filhos com a madrasta, os gêmeos Matthew e Bobby. Como era uma semideusa, Annabeth era um alvo para monstros, o que causava brigas constantes entre ela e seus pais, que sentiam que ela estava constantemente colocando todos em perigo.

Quando tinha sete anos, ela e o pai visitaram o tio Randolph em sua mansão durante o Dia de Ação de Graças e brincaram com seu primo, Magnus, enquanto Frederick discutia com Randolph e sua tia Natalie. Essa discussão criou uma ruptura na família que causou a separação entre Annabeth, Frederick, Magnus, Randolph e Natalie por muitos anos.

Como resultado do ódio de Aracne por Atena, ainda com 7 anos Annabeth foi atacada por uma enxurrada de aranhas à noite por três dias. Sua pele ficava marcada por picadas e teias de aranha cobriam seus olhos, boca e nariz. Ela gritava por seu pai, que estava sempre ausente para trabalhar, resultando na aparição de sua madrasta. Sempre que sua madrasta entrava em seu quarto, as aranhas se escondiam, então ela pensava que Annabeth estava inventando histórias para assustar seus irmãos adotivos e se recusava a ligar para Frederick. No momento em que ela acordava e se vestia todas as manhãs, as marcas das mordidas dolorosas infligidas a ela já haviam desaparecido, deixando as teias de aranha, o que não era uma prova convincente.

Como resultado, Annabeth fugiu de casa aos sete anos, pensando que sua família a odiava. Ela então lutou contra monstros sob a orientação de sua mãe imortal por alguns meses, usando apenas um martelo mortal.

Viajando com Luke e Thalia Editar

Uma Annabeth de sete anos estava escondida sob uma chapa de ferro ondulado na Richmond Ironworks, o mesmo beco onde Thalia Grace, filha de Zeus de doze anos, e Luke Castellan, filho de Hermes de quatorze, se esconderam quando escaparam da casa de Halcyon Green. Depois de escapar, Thalia e Luke ouviram um barulho e investigaram o som. Quando Luke removeu a folha de ferro, Annabeth correu em sua direção com o martelo e quase o acertou com ele, pensando que ele era um monstro. Ao descobrir que Annabeth era uma semideusa, Luke e Thalia concordaram que ela poderia fugir com eles e Luke prometeu que ele não deixaria nada machucá-la e que eles se tornariam uma família melhor do que suas antigas famílias. Luke deu a Annabeth uma faca de bronze celestial, que ele recebeu de Halcyon Green, para que ela pudesse se proteger com algo melhor do que um martelo.

Juntos, eles estavam fugindo, lutando contra monstros e fazendo esconderijos na costa leste (tecidos de plantas, como cabanas nativas americanas) contendo sacos de dormir, cobertores, baús de gelo e lâmpadas de querosene, junto com dicas de dardo de bronze celestial, aljavas com flechas, espadas e néctar/ambrosia. Eles parecem ter tirado algumas fotos de si mesmos durante esse tempo, como mostrado em O Herói Perdido. As fotos mostram Luke vestindo uma armadura de couro improvisada por cima da camiseta, apontando entusiasticamente para um beco escuro, Luke e Annabeth sentados em uma fogueira e rindo histericamente, e uma foto deles junto com Thalia. Depois de visitar a antiga casa de Luke para obter suprimentos médicos para Thalia, o grupo conheceu Hermes pela primeira vez.

A partir daí, Luke nunca mais foi o mesmo e começou a agir como se tivesse algo a provar, o que a jovem Annabeth não via como um problema, já que Luke era seu herói pessoal. Eles entraram em mais conflitos por causa de sua imprudência, lutando contra monstros, pois Luke queria brigar com cada um deles. Em certa ocasião, eles encontraram Zoë Doce-Amarga e as Caçadoras de Ártemis, que tentaram recrutar Thalia, mas ela recusou para permanecer com Luke e Annabeth.

Viagem ao Acampamento Meio-Sangue Editar

Eventualmente, o trio encontrou Grover Underwood, um sátiro encarregado de levá-los ao Acampamento Meio-Sangue. O quarteto começou a viajar para o acampamento, mas foi perseguido por monstros enviados por Hades, ainda furioso e amargo por  Zeus ter matado sua amada Maria di Angelo ter filhos, e ainda assim o próprio Zeus ter quebrado sua promessa, dando luz à Thalia.

Além disso, Grover deu algumas voltas erradas no caminho e os levou a uma mansão abandonada, que era um covil de um ciclope. O ciclope os separou, usando vozes de entes queridos para atrair cada pessoa para uma armadilha. Todos, menos Annabeth, foram capturados. Ela descobriu onde o ciclope estava mantendo Thalia, Luke e Grover, que estavam pendurados em uma panela. O ciclope tentou atrair Annabeth para ele imitando a voz de seu pai, mas em vez de ir para a voz e também ser capturada, ela o esfaqueou com força no pé, ganhando tempo para desamarrar Thalia, que então cuidou de todo o resto.

Apesar da fuga, o grupo demorou o suficiente para que um bando de monstros e as três Fúrias os alcançasse. Eles não puderam fugir deles, então Thalia decidiu ficar para trás e ganhar tempo para que Annabeth, Luke e Grover pudessem chegar em segurança ao acampamento. Enquanto Thalia conteve o exército de Hades que se aproximava, utilizando seu escudo Aegis, Luke foi forçado a liderar uma Annabeth chorando para o Acampamento Meio-Sangue. Como Thalia estava prestes à morrer cercada por monstros, Zeus teve pena de sua filha e a transformou em um pinheiro para que ela não morresse e tivesse que ser julgada por Hades.

Início da vida no acampamento Editar

Nos três anos seguintes, Annabeth conversaria com o pai por cartas, pois os telefones eram perigosos demais para um semideus. Ele ocasionalmente pedia que ela voltasse para casa, mas ela sempre recusava. Seu pai então lhe enviou seu anel da faculdade de Harvard, na esperança de que ela se lembrasse dele e se convencesse a voltar para casa.

Annabeth tinha dez anos quando ouviu a Grande Profecia. Ela tinha pesadelos constantes sobre isso, porque Quíron lhe disse que ela teria um papel a desempenhar. Toda vez que um novo campista chegava ao Acampamento Meio-Sangue, ela se perguntava se eles eram "o escolhido", mesmo que nenhum deles fosse filho dos Três Grandes. Logo depois, Annabeth voltou para casa a pedido de seu pai, mas ligou imediatamente para Quíron e voltou para o Acampamento Meio-Sangue antes do final das férias de inverno, já que os monstros continuavam atacando-a e nada havia mudado em sua família.

Em A Marca de Atena, é mencionado que alguns anos antes de Annabeth conhecer PercyConnor Stoll havia colocado uma tarântula em seu beliche, uma brincadeira pela qual ela quase o matou. Em algum momento, Grover ensinou a Annabeth um curso de sobrevivência no deserto, que, embora considerasse "bobo" na época, seria útil para ela anos depois.

Percy Jackson e os Olimpianos Editar

O Ladrão de Raios Editar

Para ver este texto, aperte no botão Expandir à direita

Agora com 12 anos, Annabeth aparece pela primeira vez depois que Percy acorda de sua luta com o Minotauro na noite anterior. Ela estava cuidando dele de volta à saúde e rapidamente perguntou se ele sabia alguma coisa sobre o Solstício de Verão e o que foi roubado. No entanto, Percy ainda estava confuso e não sabia do que estava falando. Quando alguém bateu na porta, Annabeth encheu a boca de Percy com uma colher cheia de pudim e Percy voltou a dormir. Percy descobre seu nome quando em seu primeiro encontro com o Sr. D e Quíron, o centauro chama Annabeth e pede que ela se certifique de que seu beliche no chalé 11 estava pronto. Percy pensa que ela comentaria algo sobre sua atitude heroica com o Minotauro, mas Annabeth diz a Percy que ele babou enquanto dormia e então vai para o chalé. Percy então a conheceu na frente do chalé 11 e viu que ela estava lendo um livro de arquitetura em grego. Quando Percy entrou no chalé, ele foi perguntado se ele era regular ou indeterminado, ao qual Annabeth respondeu que ele era indeterminado. Quando Luke Castellan, o líder do chalé, recebeu Percy, Annabeth começou a corar, mas escondeu quando Percy percebeu.

Acampamento Meio-Sangue

Acampamento Meio-Sangue: sua segunda casa

Ao perceber que Percy não sabe nada sobre a situação dos deuses, Annabeth rapidamente o arrasta do chalé e começa a ficar brava com ele. Ela se insultou por pensar que Percy era quem ela estava esperando e explicou que qualquer outro semideus teria adorado a chance de lutar contra o Minotauro. Ela também explicou a ele como os monstros nunca morrem, pois acabarão se reformando no Tártaro. Quando Percy questionou por que ele não pode simplesmente pegar um chalé vazio, como os chalés de ZeusPoseidonHeraÁrtemis, porém ela explica que o chalé depende de quem são os pais/mães divinos dos semideuses, assim alguns dos chalés são apenas honorários por respeito aos deuses. Quando Percy diz que seu pai está morto, Annabeth diz que ele não está morto ou Percy não estaria no Acampamento Meio-Sangue. Quando Percy tenta negar isso, Annabeth adivinha corretamente que Percy foi expulso de muitas escolas, se mudou muito, tem dislexia e provavelmente TDAH (Transtorno de Déficit de Atenção com Hiperatividade), todas características comuns de um semideus. Antes que ela possa continuar, Clarisse La Rue interrompe e Annabeth a apresenta. Quando ela tentou realizar o processo de "iniciação" de Percy no acampamento, Percy deu a Annabeth o chifre do Minotauro, mas ele foi rapidamente dominado por Clarisse. Annabeth assistiu enquanto Clarisse quase afundava a cabeça nos banheiros, mas Percy controla a água e força Clarisse a sair pela porta. Annabeth também fica encharcada, mas não foi jogada para fora do banheiro. Ela então comentou que queria Percy em sua equipe para captura da bandeira. Ela então mostrou a ele o resto do acampamento e antes de sair para treinar, diz que pediria a Quíron que permitisse a Percy ver o Oráculo, demonstrando interesse em obter sua própria missão e ter algum conhecimento de uma possível guerra entre os deuses.

Mais tarde, Percy comenta com Luke que Annabeth havia dito que ele poderia ser por quem ela estava esperando, Luke então diz que Quíron recebeu uma profecia do Oráculo dizendo que Annabeth não estaria pronta para uma missão até que alguém específico chegasse ao acampamento. Ele também mencionou que Annabeth agia assim com todos os novos campistas. Percy a viu mais tarde no jantar com o resto do chalé de Atena. Dentre as aulas que Percy recebe no acampamento, uma delas é a de grego antigo com Annabeth. Quando chega o jogo de captura à bandeira, enquanto os chalés se preparavam, Annabeth e dois de seus irmãos entraram com a bandeira de Atena, enquanto Clarisse e seus irmãos entraram com a bandeira de Ares.

Durante o jogo, Annabeth liderou o time azul e usou Percy como isca para Clarisse, sabendo que ela iria em busca de vingança pelo episódio do banheiro. Depois que Percy conseguiu derrotar Clarisse, Annabeth tirou seu boné da invisibilidade para mostrar que estava lá. Percy fica irritado com ela por usá-lo, enquanto ela alega que havia voltado rápido e estava prestes a entrar na luta, mas Percy conseguiu lidar com isso por conta própria. Quando Annabeth percebe a ferida em seu ombro curando enquanto ele estava na água, ela rapidamente descobre que Percy é um filho de Poseidon. Antes que ela possa explicar, um cão infernal ataca. Annabeth ficou na frente do monstro, mas ele pulou sobre ela para atacar Percy. O cão infernal foi rapidamente derrotado por flechas disparadas por Quíron e os campistas, mas não antes de ferir Percy. Annabeth disse aos outros para colocar Percy na água, o que rapidamente curou suas feridas, e então ela aponta o símbolo de Poseidon pairando acima da cabeça de Percy.

Mais tarde, depois de Percy visitar o Oráculo e obter uma profecia, Quíron explica que os deuses estão à beira da guerra porque o Raio Mestre de Zeus foi roubado e este está culpando Poseidon por isso, alegando que ele utilizou Percy para roubar seu item de maior poder. Quando Grover Underwood se oferece para ajudar na missão, Annabeth rapidamente tira o boné, revelando que tinha ouvido a conversa toda. Ela afirma que, embora Atena e Poseidon não estejam nos melhores termos, ela é a melhor pessoa para impedir que ele estrague tudo, chamando Percy de "Cabeça de Alga". Na manhã seguinte, Annabeth se preparou para a missão trazendo seu boné, sua faca e com alguns suprimentos recebidos do acampamento. Antes de partir para Nova York, Luke deu a Percy um par de tênis alados e deu um abraço de despedida em Annabeth, o que quase a fez desmaiar.

Depois de serem levados à cidade por Argos, eles foram rapidamente encontrados pelas Fúrias enquanto pegavam um ônibus para Nova Jersey. Annabeth deu seu boné para Percy se esconder delas na esperança de Percy fugisse e seu cheiro escondesse ela e Grover. Percy esgueirou-se por elas, mas as Fúrias foram atrás de Annabeth, violentamente exigindo saber onde "ele está". Percy pisou no freio e o ônibus caiu devido à luta entre os semideuses e as Fúrias. Os três escaparam e Annabeth se perguntou o que as Fúrias queriam, pois pareciam estar falando de um objeto e não de Percy. No entanto, estando cansados ​​e sem carona, encontraram o caminho para o Empório de Anões de Jardim da Tia Eme.

Enquanto Percy e Grover são enganados pela bondade da Tia Eme, Annabeth fica desconfiada e logo percebe que a velha é Medusa. Ela fica extremamente preocupada porque foi sua mãe que a transformou em um monstro quando a pegou beijando Poseidon em um de seus templos. Quando Medusa quer tirar uma foto com os três, Annabeth percebe que ela está tentando transformá-los em pedra, então imediatamente os alerta seus amigos a desviar o olhar antes de se colocar o boné da invisibilidade e empurrar Grover e Percy para baixo. Durante a luta, Annabeth convence Percy a matá-la, pois ela sabe que ele tem a melhor arma e porque Medusa odeia ela e sua mãe, Atena. Depois que Percy matou Medusa, Annabeth foi até ele e cobriu a cabeça com um véu escuro, para que eles não vissem seus olhos. Percy então envia a cabeça da Medusa para o Monte Olimpo pela entrega de Hermes.

Enquanto acampava na floresta, Percy descobriu que Grover era o sátiro que tentava trazer Annabeth, Thalia e Luke de volta em segurança, mas falhou. Na manhã seguinte, Annabeth acordou Percy e preparou o café da manhã para o grupo, enquanto Grover encontrou um poodle perdido que eles poderiam retornar pelo dinheiro da recompensa, permitindo que comprassem passagens de trem para St. Louis, Missouri. Durante a viagem, Annabeth perguntou a Percy (que sonhava com Cronos) quem ele não ajudaria, já que disse isso durante o sonho. Percy explicou o sonho e Annabeth começou a ter dúvidas de que teria sido realmente Hades quem levou o raio mestre como todos pensavam originalmente. Ela também disse que ele não podia fazer acordos com Hades em troca de sua mãe, mas Percy perguntou o que Annabeth faria se Hades levasse seu pai. Isso irrita Annabeth e ela explode, dizendo que deixaria seu pai apodrecer e revelando um pouco sobre seu passado no processo, dizendo que odiava sua família, apesar de manter o anel do pai. No entanto, assim que ela vê o Portal em Arco de Saint Louis, ela se ilumina e revela que espera um dia se tornar arquiteta e construir algo que duraria mil anos. 

Uma vez na estação, Annabeth levou Percy e Grover para o Arco e chegaram ao topo pouco antes da hora de fechar. Enquanto no topo, uma mulher grande com um cachorro pequeno perguntaram sobre seus pais, para os quais Annabeth disse que eles tinham medo de altura. Pouco depois, Annabeth desceu as escadas com Grover e esperou Percy, sem saber o perigo em que estava. Eles assistiram enquanto Percy caía do arco em uma explosão e aterrissava no rio Mississipi. Annabeth e Grover correram para ele, com Annabeth tentando parecer brava, mas realmente aliviada por ele não ter sido ferido.

Depois de pegar um trem para fora da cidade, eles chegam em Denver e Annabeth mostra a Percy como se comunicar por Mensagens de Íris. Eles tentam ligar para Quíron, porém avistam Luke em vez do centauro e ele os informa que o acampamento está se tornando um campo de batalha com campistas escolhendo lados em uma guerra que se aproxima. Annabeth, por outro lado, mexe nos cabelos e tenta parecer mais bonita para Luke. No entanto, a conexão é interrompida logo após. Eles entram em um restaurante e Ares aparece diante deles, oferecendo uma carona para o oeste, se eles recuperarem seu escudo esquecido no parque aquático Aqualândia. Percy e Annabeth relutam porque o escudo está no Túnel do Amor e se sentem desconfortáveis. Uma vez dentro, uma armadilha feita por Hefesto (para pegar Ares e Afrodite) é ativada e centenas de milhares de aranhas de metal inundam a sala, deixando Annabeth paralisada de medo por conta de seu passado e da relação entre Aracne e Atena. Percy inunda a sala com água dos canos e eles navegam em direção à saída, mas o portão está fechado. Annabeth usa seu cérebro para descobrir quando é a melhor hora de pular e eles saem em segurança (Percy notando que, se pulassem quando ele pensasse que deveriam, teriam se esmagado contra o portão). Quando eles devolvem o escudo, Ares permite que eles subam na traseira de um caminhão da Caridade Internacional, que transportava animais.

Enquanto estão no caminhão, descobrem que a Caridade International contrabandeia animais e se esforçam ao máximo para ajudá-los. Annabeth e Grover contam a Percy a história completa de como eles chegaram ao acampamento e como Thalia se sacrificou. Annabeth também diz que não culpa Grover pelo que aconteceu e Thalia também não o culparia, chamando-o de sátiro mais corajoso que ela conhecia. Depois que Grover adormeceu, Annabeth fala sobre as contas em seu colar e finalmente se abriu sobre seu relacionamento difícil com o pai, explicando o anel que deixa junto com o colar. Quando Percy perguntou se ela ficaria do lado de sua mãe se ela fosse à guerra contra Poseidon como ela fez durante a Guerra de Troia, Annabeth disse a ele que ela ficaria do lado dele, pois eles são amigos. Na manhã seguinte, quando Maurice (um dos caminhoneiros) foi alimentar os animais, Annabeth colocou o boné e começou a bater do lado de fora, distraindo o motorista por tempo suficiente para Percy e Grover libertarem os animais.

Chegando em Las Vegas, eles finalmente param no Hotel e Cassino Lótus onde recebem cartões-chave e decidem passar a noite e jogar alguns jogos enquanto estão lá. Annabeth realmente entra em um jogo de arquitetura e não consegue se afastar, mesmo depois que Percy diz a ela que é uma armadilha para mantê-los presos no local. Ela não se mexe até que a palavra "aranha" seja dita e ela volta a si. Ao sair, assim como Percy e Grover, ela se assusta, pois a hora que eles ficaram dentro do hotel lhes custou na verdade 5 dias já que o tempo passa diferente em locais mágicos.

Quando chegam em Los Angeles, Annabeth, Percy e Grover são perseguidos por valentões mortais e se refugiam no Palácio das Camas d’Água do Crosta, onde Annabeth e Grover são rapidamente presos por um monstro chamado Procrusto, que estica qualquer pessoa até o comprimento exato da cama. Enquanto Annabeth e Grover pedem que Percy os ajude, ele é forçado a ser mais esperto do que o monstro e, eventualmente, o prende em uma de suas próprias camas, libertando Annabeth e Grover no processo. Percy pega o endereço do livro de endereços de Procrusto e os três vão para o Estúdio de Gravações M.A.C., a entrada do submundo.

Quando chegam ao submundo, eles não conseguem pensar em uma maneira de chegar ao Hades sem passar por Cérbero, até Annabeth puxar uma bola de borracha e começar a brincar com ele, alegando que ela costumava treinar um Dobermann. Ela jogou bastante tempo para Percy e Grover passarem e depois os seguiram dizendo a Cérbero que ela brincaria com ele novamente algum dia e ele choramingou quando ela saiu. Depois de passar por Cérbero, os sapatos de Grover começaram a puxá-lo em direção ao Tártaro, a parte mais profunda do submundo. Depois de perceber que não era brincadeira, Annabeth rapidamente entrou em ação junto com Percy enquanto o puxavam. Annabeth sugeriu que desamarrassem os sapatos, mas Grover só foi salvo quando seus pés falsos caíram e os sapatos voaram para o poço. Annabeth, sabendo o que o poço era, fez todos eles recuarem o mais rápido possível.

Quando eles chegaram ao Palácio de Hades, Annabeth respeitosamente falou com Hades e o informou de uma guerra se aproximando entre os deuses, mas Percy rapidamente pediu o raio mestre de volta. Hades entra em raiva com isso, alegando que Percy não apenas levou o raio mestre, mas também seu elmo das trevas. Annabeth tentou o seu melhor para descobrir o que tudo isso significava, mas não conseguiu ver as conexões. Quando o raio mestre apareceu na mochila de Percy, Annabeth fica ainda mais confusa. Percy então pega as três pérolas que seu pai lhe dera para escapar do submundo e Annabeth se oferece para ficar para trás para que Sally Jackson possa ir. Percy recusa, prometendo que ainda salvará sua mãe no futuro. Uma vez de volta à superfície, Annabeth pede desculpas por deixar Sally para trás.

No entanto, Ares logo aparece e revela que foi ele quem escondeu o raio na mochila e que queria que os deuses entrassem em guerra. Percy desafiou Ares a lutar, aos protestos de Annabeth, mas ela deu a ele seu colar para dar sorte. Annabeth assistiu a batalha com Grover e os avisou quando os policiais chegaram, mas Ares fez com que um muro de fogo aparecesse na frente deles. Quando Percy conseguiu fazer Ares recuar, Annabeth advertiu Percy para não olhar para a forma divina de Ares. Depois de pegar o elmo das trevas de Ares e entregá-lo às Fúrias, Annabeth e Percy chegaram à conclusão do que estava no poço (Cronos).

Os três voaram de volta para Nova York e Percy enviou Annabeth e Grover de volta ao Acampamento Meio-Sangue para contar a Quíron o que havia acontecido. Também porque se os deuses não acreditassem na história de Percy, ele os manteria longe do perigo. Depois que o raio mestre foi devolvido à Zeus no Monte Olimpo e tudo parecia bem, Percy retornou ao acampamento e comemorou uma missão bem-sucedida com Annabeth e Grover ao redor da fogueira. Eles até montaram um piquenique quando Grover saiu para procurar o deus perdido , com Annabeth dando-lhe um abraço de despedida.

Quando Percy foi envenenado por Luke após ele se revelar um agente de Cronos, Percy acordou na manhã seguinte na Casa Grande com Annabeth cuidando dele mais uma vez, espelhando a primeira chegada de Percy no acampamento. Ele explicou o que havia acontecido com Luke, fazendo Annabeth ficar chocada e depois com raiva de Luke, xingando seu nome. Annabeth passa seu tempo ajudando Percy a se recuperar e admite que ela passará um ano com seu pai, pois ela havia lhe enviado uma carta logo após chegar ao acampamento. Percy e Annabeth então se despedem, chamando um ao outro de Sabidinha e Cabeça de Alga, respectivamente.

O Mar de Monstros Editar

Para ver este texto, aperte no botão Expandir à direita

No último dia de aula de Percy, Annabeth chega à nova escola do amigo para contar o que aconteceu no acampamento, mas está usando seu boné para que ninguém a note. Também é revelado que Percy carrega uma foto dela, o que faz com que algumas das outras crianças o zoem. Durante a aula de educação física, um grupo de Lestrigões ataca Percy, mas Percy e Tyson os combatem e Annabeth apunhala o último nas costas, fazendo sua presença conhecida. Ela então leva Percy e Tyson (relutantemente) com ela para o Acampamento Meio-Sangue usando o táxi das Irmãs Cinzentas. No acampamento, Annabeth e Percy tentam auxiliar Clarisse na defesa do pinheiro de Thalia que está sendo atacado por touros mecânicos, porém, a situação sai de controle e Annabeth é obrigada a liberar a entrada de Tyson para ajudá-los, revelando que ele é um ciclope. Os amigos descobrem que Quíron foi substituído por Tântalo como resultado de ser suspeito pelo envenenamento do pinheiro de Thalia, enfraquecendo as fronteiras do acampamento. Tântalo restaura as corridas de bigas e Annabeth e Percy decidem trabalhar juntos para fazer uma biga (como seus pais) para a primeira corrida, mas por causa da desconfiança e do medo que Annabeth sente por Tyson, eles brigam e trabalham em suas próprias bigas.

Depois de um sonho que Percy tem, Annabeth percebe que Grover, ao procurar e ser capturado pelo ciclope Polifemo, encontrou o Velocino de Ouro, que poderia ser capaz de salvar o pinheiro de Thalia, então ela decide pedir uma missão para Tântalo após a corrida. A corrida acaba sendo “vencida” por Clarisse e o chalé de Ares por conta de um ataque de pássaros de Estinfália que distrai os outros campistas. Annabeth e Percy fazem as pazes e buscam os discos de música de Quíron para espantar os pássaros e permitir que os arqueiros do chalé de Apolo os desintegrem. Assim, ela pede a Tântalo uma missão para obter o velocino, mas ele entrega a missão à Clarisse por ter vencido a corrida. No entanto, naquela noite, Annabeth, Percy e Tyson esgueiram-se a bordo de um navio que passa pelo acampamento (com alguma ajuda de Hermes e Poseidon) para procurar o velocino.

O navio em que eles chegam é o Princesa Andrômeda, um navio monstro comandado por Luke e ao tentar escutar uma conversa de Luke, ele são capturados, conseguindo escapar mais tarde. Annabeth os leva a um antigo esconderijo no meio do mato usado por ela, Luke e Thalia. Percy pede para Tyson procurar donuts com o objetivo de ter tempo para uma conversa com Annabeth, porém para sua surpresa Tyson retorna rapidamente, revelando que existia uma loja chamada Donuts Monstro protegida por uma hidra. Depois de lutar contra a hidra com pouco efeito, Clarisse chega com um navio dado por seu pai (chamado CSS Birmingham), explode a hidra com os canhões e os leva como hóspedes para o Mar de Monstros. Ao entrar no mar, eles são atacados por Caríbdis e Squila, o navio explode, aparentemente matando Tyson, e Percy e Annabeth se separam de todos os outros.

A dupla acaba caindo na ilha de CC, um spa e resort onde a anfitriã CC oferece procedimentos de beleza para ambos e enquanto sua empregada Hylla leva Annabeth, CC faz uma transformação completa em Percy, o enganando para transformá-lo em um porquinho da índia como faz com todos os homens. Annabeth chega e descobre que CC na verdade é a feiticeira Circe, ela usa uma das multivitaminas de Hermes para se tornar imune à magia por um curto período de tempo e supera Circe. Ela dá as outras vitaminas para os porquinhos da índia, fazendo Percy e um bando de piratas (incluindo Edward Teach, o filho de Ares conhecido como Barba Negra) voltar ao normal. Na confusão, eles escapam usando o navio de Barba Negra, o Vingança da Rainha Ana.

No barco, Annabeth conta a Percy o motivo de não haver confiado em Tyson de início: quando ela, Luke e Thalia viajavam com Grover para o Acampamento Meio-Sangue, um ciclope os enganou e os fez perder tempo, permitindo que um exército de monstros os alcançasse, o que forçou o sacrifício de Thalia. Mais tarde, Annabeth percebe que estão se aproximando da ilha das sereias e decide ouvi-las, pois quem sobrevive ao processo se torna mais sábio. Percy tapa os próprios ouvidos com cera e amarra Annabeth ao mastro para que ela possa escutar a música em segurança, porém ele esquece de desarmá-la. Annabeth corta as cordas com sua faca e pula do navio em direção às sereias. Confirma-se que sua falha é o húbris (orgulho), como ela vê uma Manhattan projetada por ela e um mundo em que seus pais não se separaram e Luke não se aliou a Cronos. Percy é capaz de pular atrás dela e utilizar suas habilidades na água para salvá-la e assim eles chegam à ilha de Polifemo.

Polifemo segue mantendo Grover em cativeiro, mas descobre que ele na verdade é um sátiro, então o ciclope decide manter o casamento, mas agora com Clarisse, que também foi capturada. A fim de proporcionar uma distração, Annabeth veste seu boné da invisibilidade e diz ao ciclope que ela é "Ninguém" (remetendo ao nome que Ulisses usou para enganar Polifemo), irritando-o sem parar enquanto ele esmaga pedras e Percy solta Grover e Clarisse, porém Polifemo acaba acertando-a com força, desacordando-a no mesmo momento. Percy diz a Polifemo que ele é "Ninguém", visto que Annabeth era uma menina e junto de Clarisse, Grover e um ressurgido Tyson eles combatem PolifemoPolifemo e utilizam o Velocino de Ouro para curar Annabeth. Todos eles finalmente navegam para fora do Mar dos Monstros e Annabeth e Percy dão a Clarisse dinheiro suficiente para uma passagem de avião de volta ao acampamento.

Depois que Clarisse sai, eles são atacados por Luke, mas quando ele descobre que eles não o têm. Percy consegue enganar Luke para revelar que ele envenenou o pinheiro de Thalia enviando uma Mensagem de Íris para o Acampamento Meio-Sangue pela piscina atrás de Luke e fazê-lo admitir que o fez, provando que Quíron era inocente. Annabeth é forçada a ver Percy e Luke lutarem e quando o filho de Hermes vence e ordena que Oreios coma Annabeth e Grover, Quíron e os Pôneis de Festa vêm em seu socorro, os salvando. Com Quíron retomando seu posto no Acampamento Meio-Sangue, eles retornam, chegando pouco depois de Clarisse.

Quíron decide manter uma última corrida de bigas, na qual Annabeth e Percy desta vez trabalham juntos se unem para vencer com a ajuda mecânica de Tyson. Na comemoração da vitória, Annabeth beija Percy na bochecha, o que arranca ainda mais gritos dos campistas. Posteriormente, enquanto Annabeth está patrulhando a fronteira para proteger o Velocino de Ouro que está no pinheiro, a magia do velocino acaba funcionando muito bem, fazendo com que o pinheiro de Thalia 'devolva' o espírito de Thalia, que volta à vida.

A Maldição do Titã Editar

Para ver este texto, aperte no botão Expandir à direita

Annabeth, Percy e Thalia entram em uma escola procurando por dois irmãos semideuses (Nico e Bianca di Angelo) que Grover estava cuidando. Eles são parados em um corredor pelo Dr. Espinheiro e a Sra. Tengiz, mas Thalia usa a Névoa para convencê-los de que eram estudantes. Eles os deixam passar e os três vão ao baile para tentar disfarçar o cheiro de Nico e Bianca com seu próprio cheiro para que o monstro (que é o próprio Dr. Espinheiro). Annabeth e Percy começam a dançar e Annabeth diz que tem algo muito importante para lhe dizer, mas são interrompidos quando Nico e Bianca desaparecem. Annabeth vai pegar Thalia e Grover enquanto Percy corre para encontrar os semideuses apenas para ser capturado junto com eles pelo Dr. Espinheiro, que se revela um mantícore.

Quando Annabeth, Grover e Thalia atacam o Dr. Espinheiro, Ártemis e suas Caçadoras chegam para ajudar a combatê-lo. Durante a luta, Annabeth pula nas costas do Dr. Espinheiro para esfaqueá-lo, mas o mantícore acaba pulando em um penhasco, levando Annabeth junto. Ártemis diz que enquanto houver uma chance de Annabeth ter sobrevivido, ela rastreará o Dr. Espinheiro e ordena que as Caçadoras fossem para o Acampamento Meio-Sangue. Percy tem um sonho que Annabeth vê Luke segurando o céu e implorando para Annabeth tirá-lo dele. Annabeth faz isso, logo antes do teto desabar sobre ele, e Luke se afasta, deixando-a lá sozinha.

Mais tarde, Percy tem outro sonho em que Annabeth ainda está segurando o céu e Ártemis é forçada por um ser misterioso a tirar o céu de Annabeth e segurá-lo por conta própria para salvá-la. Ártemis pega o céu e Annabeth cai no chão, sendo levada por Luke, que decide usá-la como isca para os outros semideuses. O Oráculo de Delfos dá uma profecia para Zoë Doce-Amarga, tenente das Caçadoras, que leva Thalia, Grover e Bianca consigo, em busca de Ártemis, de Annabeth e do monstro que Ártemis estava perseguindo antes de ter encontrado o mantícore no início do livro. Embora Percy não tenha sido originalmente incluído na missão, Nico implorou a ele e o convenceu a segui-los para proteger sua irmã, Bianca, apesar que Percy já planejava sair escondido para salvar Annabeth. Afrodite, deusa do amor e da beleza, conversa com Percy sobre seu amor por Annabeth, mostrando que está interessada neles, embora ela também deixe claro que colocará dificuldades para eles se apaixonarem.

Após uma busca prolongada, que incluiu a morte de Bianca na batalha do ferro-velho dos deuses, tentando impedir um protótipo de Talos feito pelo deus ferreiro Hefesto, o grupo chegou às ruínas do palácio dos Titãs, o Monte Otris em São Francisco, e encontrou Annabeth, com uma mecha cinza no cabelo como resultado de segurar o céu e Ártemis, que estava lutando sob o peso do céu.

Percy segura o céu para que Ártemis combata Atlas e acaba ficando com uma mecha cinza idêntica à de Annabeth. Após Ártemis e Percy trabalharem juntos para enganar Atlas e o prender segurando o céu mais uma vez, Zoë morre em decorrência da batalha e Thalia aparentemente mata Luke o jogando para uma queda de 5 metros, apesar de Annabeth ter pedido para que a amiga não fizesse isso. O grupo é salvo de um exército de monstros por Frederick Chase que atacou os monstros usando um avião de guerra com balas de bronze celestial que ele havia feito das coisas que Annabeth havia deixado para trás quando ela fugiu de casa. Além disso, a madrasta de Annabeth mostra carinho por ela neste livro quando ela diz a Percy que, apesar de saber que Annabeth é uma semideusa e não pode morar em São Francisco por causa do Monte Otris, ela ainda tem um lar com eles e pode vir quando quiser.

É fortemente sugerido neste livro que Annabeth estava pensando em se juntar às Caçadoras de Ártemis no início do livro, que é o que ela poderia ter dito a Percy durante sua dança no baile, mas que foi interrompida. Esta teoria é apoiada por Grover achar um folheto das Caçadoras na mochila de Annabeth. Thalia diz a Percy que foi convidada pelas Caçadoras quando viajava com Luke e Annabeth havia se interessado pela ideia. Quando Percy encontra Afrodite, ela também diz que Annabeth estava perto de se juntar às Caçadoras, o que segundo a deusa, seria jogar a sua vida fora.

Assim, quando Annabeth está presente na reunião dos deuses no Solstício de Inverno e Ártemis decide convidar uma nova tenente para substituir Zoë, Percy pensa que será Annabeth e entra em desespero, mas se acalma quando a convidada a se juntar à caçada é Thalia. Depois, Annabeth se zanga com Atena por ela votar a favor da morte de Percy para prevenção da Grande Profecia. No final, ela dança com Percy na festa do Olimpo e ele confirma que Luke está vivo, conforme Poseidon observou. Annabeth decide tentar viver com o pai e a madrasta, pensando em manter vigília do Monte Otris.

Personalidade Editar

Como sua mãe, Annabeth é um gênio intelectual, sábia e muito espirituosa. Seus olhos parecem calculistas, como se ela analisasse as pessoas que vê pela primeira vez e estivesse "pensando na melhor maneira de derrubar a pessoa em uma briga". Ela adora arquitetura e passa seu tempo livre projetando novos edifícios ou visitando monumentos nacionais. Ela tem um lado suave para quem busca conhecimento. Mas apesar de toda a sua sabedoria, ela ainda possui dislexia e TDAH como a maioria dos semideuses.

Annabeth é muito decidida e teimosa, mostrando-se incrivelmente determinada e ousada. Assim como Percy e Thalia, ela mostra muitos sinais de bravura, coragem e destemor. Uma de suas exibições mais impressionantes foi em A Maldição do Titã, onde, depois de segurar o céu por horas e começar a morrer, ela protestou veementemente contra Ártemis por assumir seu fardo. Mesmo seres como Cronos reconheceram que ela é muito animada e entendem por que Luke queria poupá-la da destruição.

Embora ela seja muito bondosa, Annabeth pode ser muito dura e crítica durante primeiros encontros, mas é muito leal com aqueles que mais tarde obtiveram sua aprovação. Ela não é rápida em desistir desses amigos: mesmo depois de descobrir que Luke era um traidor em O Ladrão de Raios, ela nunca para completamente de se preocupar com ele e rapidamente tira o céu dele em Maldição do Titã para salvá-lo da morte, além de ainda confiar que ele fará a coisa certa, como no final de O Último Olimpiano.

De acordo com Sally Jackson, Annabeth é a semideusa mais equilibrada que já conheceu. Ela quase nunca mostra seus verdadeiros sentimentos, muitas vezes escondendo preocupações ou aborrecimentos com raiva crua ou provocadora. Quando ela assumiu que Percy estava morto em A Batalha do Labirinto, ela disse à multidão "Ele provavelmente era o amigo mais corajoso que já tive", mas quando ele emergiu e ela descobriu que ele se recuperava na ilha de Calipso, ela disse que ele era "a pessoa mais irritante que eu já conheci!", além de chamá-lo de covarde em O Último Olimpiano quando ele lhe conta sobre o sonho que teve com Rachel. Depois que Percy some e deixa o acampamento por meses, Annabeth torna-se imprudente quando uma situação a preocupa e desenvolveu um medo de ficar separada dele por um longo tempo. Ela fica muito aliviada ao vê-lo, mas isso rapidamente se transforma em raiva com o golpe de judô e a ameaça de nunca mais deixá-la.

Defeito mortal Editar

O defeito mortal de Annabeth é o húbris, também conhecido como orgulho excessivo: ela acha que pode fazer qualquer coisa e fazê-lo bem, até construindo um mundo melhor que os deuses. Ela acredita que poderia reunir seus pais, construir grandes monumentos e salvar Luke, como mostrado em O Mar de Monstros. Quando Percy diz que um mundo dirigido por ele seria terrível, Annabeth diz que ele tem sorte de não ter húbris, porque ela sabe que é um defeito mortal realmente perigoso.

Evidências de como seu húbris pode ser um obstáculo são vistas durante seu confronto com a Esfinge em A Batalha do Labirinto, onde Annabeth foi forçada a responder várias perguntas aleatórias. Apesar de responder tudo corretamente, ela percebe que nenhuma dessas perguntas são enigmas como deveriam ser, apenas trivialidades aleatórias e exige um verdadeiro desafio de sua inteligência, embora ela soubesse que se recusar a responder às enigmas poderia resultar em perda da vida dela e de seus companheiros. Suas ações efetivamente fizeram com que a Esfinge os atacasse. Em A Marca de Atena, o húbris de Annabeth a leva a zombar de Aracne depois que a tecelã já havia sido capturada. No entanto, seu insulto a Aracne leva-a a se debater em sua prisão, fazendo com que o piso de sua câmara se quebre, enfraquecendo as estruturas já frágeis. Isso faz com que Annabeth e Percy caiam no Tártaro, juntamente com Aracne.

Medos Editar

Como todos os outros filhos de Atena, Annabeth tem imensa aracnofobia, congelando quando vê uma aranha ou qualquer coisa que tenha uma semelhança próxima com uma. Esse medo é causado pela história de Atena com Aracne, que desafiou Atena para ver quem poderia fazer a melhor tapeçaria. Ambas as obras eram iguais em beleza, mas Atena não suportava o insulto aos olimpianos, então ela destruiu a tapeçaria de Aracne e a transformou na primeira aranha. Desde então, os filhos de Atena são paranoicos de que toda aranha que eles vêem está pronta para pegá-los - o que é amplamente verdadeiro, já que as aranhas são extraordinariamente agressivas para eles. Quando ela era jovem, as aranhas a atacavam à noite e se escondiam novamente quando era manhã. Sua madrasta nunca acreditaria nela, pensando que as teias de aranha eram algum tipo de truque inteligente. Em O Ladrão de Raios, Percy disse que Annabeth estava "gritando" quando eles estavam no túnel do amor para conseguir o escudo de Ares por conta do surgimento de aranhas mecânicas projetadas por Hefesto. No mesmo livro, ela afirmou que qualquer aranha no raio de uma milha seria capaz de encontrá-la. Em A Batalha do Labirinto, ela gritou quando a aranha de metal que levava à forja de Hefesto apareceu. Em Arquivos dos Semideuses, ela carregava um frasco de spray anti-aranha consigo. Em A Marca de Atena, ela foi forçada a enfrentar Aracne, o que fez com extrema bravura apesar de estar apavorada, mas resultou em enviá-las ao Tártaro, junto com Percy.

Annabeth tinha medo de ciclopes por causa de um evento em sua infância, quando Luke, Thalia e Grover foram presos por um quando tentavam chegar ao Acampamento Meio-Sangue. O ciclope usou a voz de Luke para Thalia e a voz de Annabeth para Luke. Ela afirma que quando encontrou Luke, Thalia e Grover, eles estavam amarrados e pendurados no teto. Os ciclopes usaram uma variedade da voz de suas amigas para tentar atraí-la a público, usando a voz de seu pai quando finalmente a localizaram. Annabeth diz que ainda tem pesadelos com a voz dos ciclopes e acha muito assustador quando um ciclope imita a voz de outra pessoa, como quando Tyson imitou as vozes que ouviu no Princesa Andrômeda. Embora não tenha tanto medo de ciclopes quanto de aranhas, ainda é preciso que ela passe a maior parte de Mar de Monstros para poder se aproximar de Tyson, mesmo que ele fosse irmão de Percy e a tenha ajudado muito ao longo do livro. No entanto, mais tarde ela o aceita junto com outros ciclopes amigáveis.

Aparência Editar

Annabeth tem a pele bronzeada e um corpo esbelto e atlético. Ela tem cabelos loiros compridos e encaracolados, semelhantes a "uma princesa". Percy disse que "parecia uma garota típica da Califórnia, exceto por seus olhos cinzentos e tempestuosos". Apesar de já ter sido mais alta que Percy, Annabeth agora é mais baixa que ele, chegando a 1,79m enquanto Percy fica em torno de 1,83m. Embora se tenha dito que seu cabelo tinha uma mecha grisalha a partir de A Maldição do Titã devido à pressão de sustentar o céu, ela já perdeu a mecha em A Marca de Atena.

Annabeth geralmente usa um rabo de cavalo, uma camiseta laranja do Acampamento Meio-Sangue e, em batalha, seu boné mágico dos Yankees que a torna invisível. Um colar de couro com contas de argila de cada ano no Acampamento Meio-Sangue, esse sendo o com mais contas do Acampamento. Ela também tem o anel de formatura de seu pai sobre o colar, assim como um pingente de coral que Percy deu a ela quando eles começaram a namorar.

Habilidades e Ferramentas Editar

  • TDAH: o alerta sobrenatural de Annabeth e os sentidos aguçados que a mantém pronta e viva na batalha.
  • Dislexia: o cérebro de Annabeth é "programado" para o grego antigo em vez dos idiomas atuais, o que a faz ter dificuldade na leitura em inglês, vendo as letras embaralhadas.
  • Habilidades de combate: como líder do chalé de Atena, Annabeth é uma combatente altamente proficiente, acima da média dos semideuses. Ela treinou durante sua longa estadia no Acampamento Meio-Sangue. Embora ela seja mais capaz com armas, especialmente facas, suas habilidades de combate corpo a corpo são consideráveis. Ela enfrentou dezenas de arai sem uma arma, enfrentou um exército de monstros no Tártaro e derrotou o gigante Encélado com a ajuda de Atena. Com sua faca, foi capaz de enfrentar oponentes do calibre de Ethan Nakamura e até mesmo Cronos com sua foice por algum tempo. Percy descreveu este evento como apenas o "mais rápido e habilidoso lutador de facas poderia ter conseguido", mesmo que por um tempo muito limitado.
  • Código Morse: como mostrado em O Sangue do Olimpo, Annabeth pode entender e se comunicar com Leo via código Morse.
  • Força de vontade: Annabeth tem uma força de vontade incrível, pois ela demonstrou suportar o peso do céu por um longo período de tempo e sobreviveu ao Tártaro sem enlouquecer.
  • Intelecto Genial: devido à sua herança como filha de Atena, Annabeth possui uma inteligência extraordinária. Ela é muito conhecedora da história e dos mitos gregos, o que é muito útil em viagens e batalhas. Ela é a primeira filha de Atena a descobrir os mistérios da Marca de Atena e resolvê-los. Hazel descreveu Annabeth como sendo o cérebro dos Sete.
    • Habilidade estratégica: Como sua mãe, Annabeth é uma mestre tática. Suas habilidades analíticas são extremamente nítidas, o que a ajuda a tentar enganar seus oponentes através de planos criativos. Ela provou continuamente ser capaz de formular estratégias eficazes antes e no meio da batalha. Suas habilidades são mais proeminentes em O Último Olimpiano, onde Atena e ela fizeram vários planos de batalha de vários graus letais. Percy reconhece que Annabeth é o melhor estrategista que ele conhece.
    • Técnico especialista: através de seu estudo das anotações de Dédalo sobre máquinas voadoras e da experiência de seu pai, Annabeth aprendeu a controlar e manobrar um helicóptero. Sua habilidade lhe permitiu salvar um helicóptero em queda na sua primeira tentativa em O Último Olimpiano. Em Diários dos Semideuses, Annabeth supervisiona o equipamento de construção real durante a reconstrução do Olimpo. Além de Leo, o inventor do navio, ela é a única pessoa que pode operar a casa de máquinas do Argo II.
  • Artesanato: Como sua mãe é a deusa do artesanato, Annabeth herdou sua habilidade até certo ponto.
  • Arquitetura: Annabeth frequentemente estuda edifícios antigos e projeta suas próprias obras, como um templo para os deuses em Os Arquivos do Semideus. Ela pode calcular os pesos respectivos de vários materiais de construção com poucos olhares. Sua habilidade foi suficiente para realmente redesenhar Olimpo após a Segunda Guerra dos Titãs.
  • Tecelagem: em A Marca de Atena, as mãos de Annabeth se movem com enorme velocidade para fazer uma corda com fios, mesmo que tenha sido a primeira vez que ela tece e eventualmente parou de pensar na tarefa.
  • Agilidade sobre-humana: Sendo filha de uma deusa da guerra, Annabeth mostrou inúmeras vezes sua incrível agilidade. Ela é capaz de fazer proezas incríveis, como saltar sobre objetos altos com facilidade e se agarrar a uma grade de um helicóptero no ar.
  • Boné de invisibilidade: seu boné dos Yankees é um presente mágico de Atena faz qualquer pessoa ficar invisível quando vestida. Sua utilidade de furtividade é um fator importante na batalha, que junto com a engenhosidade de Annabeth a torna inestimável. Parece ter diferentes níveis de eficiência, dependendo do tipo de portador e oponente. Em Heróis do Olimpo, perdeu sua magia por conta do conflito entre Atena e Minerva. Ela foi possivelmente restaurada por Atena após a saga, principalmente por conta da recuperação da Atena Partenos.
  • Videoescudo: desenhado por Dédalo e forjado por Charles Beckendorf com bronze celestial, esse escudo permite ao usuário ver em qualquer lugar quando a luz do sol atingir, desde que se concentre o suficiente, sendo bastante útil na batalha contra os titãs em O Último Olimpiano e na busca pelo gigante Caco em Os Diários dos Semideuses. Acabou sendo destruída na batalha contra Caco nesse mesmo livro. Enquanto não está em uso, se encolhe até ter o tamanho de um prato, podendo ser usado como um.

Curiosidades Editar

  • Quando Rick Riordan modelou Annabeth, ele se inspirou em Atalanta, uma grande heroína grega com cabelos loiros e olhos ferozes.
  • Ela é o único semideus conhecido a ter família com conexões com os outros panteões, pois seu primo Magnus é filho de Frey, deus nórdico da fertilidade, prosperidade, da alegria e da paz.
  • A parceria de Annabeth e Percy espelha a criação da carruagem - Atena criou o corpo da carruagem, enquanto Poseidon criou o cavalo como uma criatura para fazê-la se mover. Da mesma forma, Annabeth geralmente é quem cria o plano e Percy é quem fornece forças para fazê-lo funcionar, mesmo que às vezes isso seja invertido.
  • A oferta de Circe para ajudá-la a perceber seu potencial em magia alude a Atena (e mais frequentemente a Minerva) sendo reconhecida como uma deusa da magia por alguns cultos.
  • Ao se unir a Carter e Sadie Kane contra Setne, Annabeth se ofereceu para hospedar a deusa Nekhbet. No entanto, Nekhbet achou Annabeth inadequada devido à sua mente mais complicada, enquanto Percy tinha uma mente mais simples.
  • Assim como Percy, Annabeth sonhava em reunir seus pais.
  • Annabeth sempre desejava visitar o Partenon em Atenas, tanto porque ela ama a arquitetura quanto por ser o maior templo de sua mãe.
  • Como revelado em A Marca de Atena, a pergunta mais irritante que ela receberia de outros semideuses era se ela tinha ou não um umbigo, por ter nascido da cabeça de Atena.
  • Ela é extremamente sensível com as pessoas brincando com as coisas dela. Percy diz que ela tem sua faca reservada para dois usos: monstros e pessoas que tocam suas coisas. Coincidentemente:
    • Ela é uma das poucas pessoas no acampamento que carregam celulares.
    • Ela carrega um ursinho de pelúcia na mochila do acampamento.
  • Ela gosta muito de animais. Em O Cajado de Serápis, ela não conseguiu matar a estátua de um cachorro com sua faca, mesmo sabendo que não era um cachorro de verdade.
  • Annabeth é a primeira filha de Atena conhecida a ter um relacionamento romântico com um filho de Poseidon.
  • Ela é o único semideus da série a encontrar um deus dos quatro panteões mais importantes para os livros de Rick Riordan, conforme ela obviamente já encontrou com diversos deuses gregos em várias oportunidades, brevemente encontrou sua mãe enquanto ela estava em sua forma romana como Minerva, além de conhecer os deuses romanos sem equivalentes gregos Jano e Término, conheceu a deusa egípcia Nekhbet durante o crossover com As Crônicas dos Kane e encontrou o deus nórdico Loki no funeral de seu primo Magnus (embora ela não estivesse ciente de que era Loki devido ao seu disfarce de sacerdote que conduzia o serviço).
  • Juntamente com Percy, Annabeth é um dos dois únicos personagens de qualquer das séries a ter seu ponto de vista da história contado em primeira e terceira pessoa. No caso dela, ela tinha vários capítulos em terceira pessoa em Os Heróis do Olimpo, além de ter sua perspectiva de O Cajado de Serápis escrita em terceira pessoa e um capítulo em primeira pessoa em Camp Half-Blood Confidential (livro não lançado no Brasil).
  • Annabeth é o único membro dos Sete que ainda não apareceu na série As Provações de Apolo (devido a suas aparições na série Magnus Chase). Não se sabe se ela aparecerá no livro final.
O conteúdo da comunidade está disponível sob CC-BY-SA salvo indicação em contrário.