FANDOM


Equidna é uma criatura da mitologia grega que possui a parte superior de seu corpo de mulher, mas a parte inferior de cobra. Ela é filha de Fórcis e Ceto, esposa de Tifão e conhecida por ser a "mãe de todos os monstros". Faz uma rápida aparição em O Ladrão de Raios enfrentando Percy no Arco de Saint Louis ao lado de sua filha Quimera.

História Mitológica Editar

Sua árvore genealógica varia de acordo com o autor, na sua versão mais famosa, de Hesíodo, é indicado que ela é filha de Fórcis e Ceto, mas em outras versões ela seria filha de Styx e Peiras, ou Crisaor e a náiade Callirhoe, ou Phanes (pai órfico) ou até mesmo Tártaro e Gaia.

Equidna era uma dracaenae, o rosto e tronco de uma bela mulher, mas com a parte inferior de uma cobra. O terrível Tifão se uniu a ela e juntos deram luz aos mais diversos e temíveis monstros mitológicos como Ortro, Cérbero, Hidra, Quimera, Esfinge, Leão de Nemeia, Ládon e águia que comia o fígado de Prometeu, a depender de cada autor.

Quando Tifão atacou o Olimpo e foi morto por Zeus, o rei dos deuses decidiu poupar Equidna e seus filhos como um desafio para os heróis. Posteriormente, ela acabou morta enquanto dormia por Argos, o gigante de cem olhos que servia Hera.

Percy Jackson e os Olimpianos Editar

O Ladrão de Raios Editar

Percy, Annabeth e Grover encontram Equidna e Quimera disfarçados pela Névoa no elevador ao irem para o Portal em Arco de Saint Louis. Equidna questiona onde estão seus pais e chama seu chihuahua de filhinho. Quando o trio decide descer, o elevador está cheio e Percy fica para trás com uma família mortal, Equidna e Quimera. É então que Equidna permite que Quimera ataque e elas revelam suas verdadeiras formas.

"Sinta-se honrado, Percy Jackson. O Senhor Zeus raramente me permite pôr um herói à prova com um de minha prole. Pois eu sou a Mãe dos Monstros, a terrível Equidna!"

Percy é derrotado aos poucos por Quimera, com Equidna dizendo que não se fazem mais heróis como antigamente. Quando Percy sobe na beira do local, Equidna zomba dele dizendo que se for o filho de Poseidon não deve ter medo de pular no rio, o chamando de infiel por não confiar nos deuses, mas ao mesmo tempo dizendo que não pode culpá-lo. Quando a Quimera ataca, cuspindo fogo, Percy finalmente pula e escapa do perigo.

Aparência Editar

No livro, enquanto disfarçada pela Névoa, ela é descrita por Percy como uma senhora grande e gorda com olhos pequenos, redondos e brilhantes e dentes pontudos e manchados de café. As pistas de sua verdadeira forma são sua língua bifurcada e o fato de chamar seu chihuahua (a Quimera disfarçada) de filhinho.

Ao permitir que a Quimera ataque Percy, ela revela sua pele escamosa e verde, seus dentes viram presas e as pupilas dos olhos eram fendas verticais como as dos répteis. Não é mencionado se a parte inferior do seu corpo é a de uma cobra, como Percy a chama de mulher-cobra, mas possivelmente apenas pelas outras características que ela possui.

Curiosidades Editar

  • Juntamente com a Quimera, ela é um dos poucos monstros da saga que não termina sendo enviada ao Tártaro, visto que Percy estava sendo vencido até fugir.
  • Sua referência de que Zeus permitiu seu encontro com Percy pode indicar que o Rei dos Deuses a tenha mandado atrás do semideus propositalmente para reaver seu raio. Isso implicaria que Hades não foi o único deus a mandar monstros para tentar matá-lo.
  • Em O Último Olimpiano, Hermes diz a Percy que Tifão é o maior inimigo dos deuses, mencionando que ele é o marido de Equidna. Percy diz que a encontrou no Arco e não é uma das criaturas mais agradáveis, relembrando os acontecimentos de O Ladrão de Raios
  • Por vezes, ela e Campe são confundidas como ambas são mulheres-cobras poderosas e muito velhas, mas sendo monstros com histórias diferentes.
O conteúdo da comunidade está disponível sob CC-BY-SA salvo indicação em contrário.