FANDOM


Pinheiro de Thalia

Percy e Grover se aproximando do pinheiro na graphic novel de O Ladrão de Raios

O Pinheiro de Thalia é o pinheiro que fica na Colina Meio-Sangue, protegendo o Acampamento Meio-Sangue através de barreiras mágicas que impedem que monstros e mortais passem. Foi criado por Zeus para poupar sua filha Thalia quando esta se sacrificou para atrasar um exército de monstros e permitir que seus amigos permanecessem vivos.

História Editar

Cinco anos antes de Percy chegar Acampamento Meio-SangueThalia Grace (filha de Zeus), Annabeth Chase (filha de Atena) e Luke Castellan (filho de Hermes) eram três semideuses que fugiram de casa, pois tinham problemas com suas famílias mortais. O sátiro Grover Underwood  os encontra e começa a levá-los ao acampamento.

Como os Três Grandes havia jurado não ter mais filhos semideuses, Hades ficou furioso quando descobriu a existência de Thalia, visto que o próprio Zeus havia matado sua amante Maria di Angelo ao tentar matar seus filhos Bianca e Nico. Hades enviou um exército de monstros atrás deles, incluindo as três Fúrias, mas eles não iriam chegar a tempo. Porém, Grover pega alguns atalhos errados (um dos piores foi em direção a um covil de ciclopes no Brooklyn) e o exército os alcança perto do acampamento.

Thalia manda Luke, Annabeth e Grover correrem enquanto enfrenta os monstros e acaba mortalmente ferida. Enquanto ela estava morrendo, Zeus teve pena de sua filha e a transformou em um pinheiro para preservar sua alma, para que ela não fosse ao Mundo Inferior e enfrentasse a ira de Hades. A partir daquele dia, seu pinheiro passa a proteger o acampamento com uma barreira mágica que afasta monstros e mortais, além de dar nome à colina: Colina Meio-Sangue.

A única maneira de um monstro ou mortal entrar é ser convidado para o acampamento, como mostrado em O Mar de Monstros quando Annabeth permitiu que o ciclope Tyson entrasse no acampamento para que ele pudesse ajudar Percy a derrotar os touros de bronze de Cólquida que estavam invadindo o acampamento e também em O Último Olimpiano onde Percy tem uma visão na qual a mortal May Castellan é convidada a assumir o cargo de Oráculo.

Percy Jackson e os Olimpianos Editar

O Mar de Monstros Editar

O livro inteiro tem o pinheiro como centro da história, visto que ele foi envenenado, o que fez com que suas barreiras enfraquecessem. Quíron e Argos são demitidos pelo acontecimento e Clarisse é encaminhada de uma missão para recuperar o Velocino de Ouro para curar o pinheiro, contando com a ajuda de Percy, Annabeth e Tyson que saíram escondidos. Ao recuperarem o Velocino, Percy manda Clarisse na frente deles para curar o pinheiro e acaba descobrindo que Luke envenenou o pinheiro, fazendo-o confessar na frente de Dioniso, o que permite que Quíron e Argos sejam recontratados. No fim, o Velocino funciona bem demais, sendo capaz de curar o pinheiro e ainda restaurar o espírito de Thalia. O dragão Peleu fica encaminhado de proteger o pinheiro, bem como o Velocino.

Curiosidades Editar

  • Apesar do poder das barreiras, foi mostrado que um exército de monstros poderia adentrar no acampamento pelo Labirinto de Dédalo.
  • Aparentemente, as barreiras não diferenciam semideuses gregos e romanos, logo é provável que também permita a entrada de semideuses nórdicos.
    • No entanto, talvez ela não permita a entrada de magos da Casa da Vida, visto que eles não possuem sangue divino, ainda que possam ver através da Névoa.
O conteúdo da comunidade está disponível sob CC-BY-SA salvo indicação em contrário.