FANDOM


A Quimera é um monstro mitológico com corpo híbrido de animais, sendo geralmente representada com uma mistura de leão, cabra e serpente. É filha de Tifão e Equidna e faz uma breve aparição em O Ladrão de Raios junto com sua mãe ao atacar Percy no Arco de Saint Louis.

História Mitológica Editar

A Quimera aterrorizou as terras da Lícia por muito tempo, até que Belerefonte usou Pégaso para voar longe do seu bafo de fogo e disparar chumbo na sua boca. O chumbo derreteu, a matando asfixiada com seu veneno.

Percy Jackson e os Olimpianos Editar

O Ladrão de Raios Editar

PercyAnnabeth e Grover encontram Equidna e Quimera disfarçados pela Névoa no elevador ao irem para o Portal em Arco de Saint Louis. Equidna questiona onde estão seus pais e chama seu chihuahua de filhinho. Quando o trio decide descer, o elevador está cheio e Percy fica para trás com uma família mortal, Equidna e Quimera. É então que Equidna permite que Quimera ataque e elas revelam suas verdadeiras formas.

Percy é derrotado aos poucos por Quimera, com Equidna dizendo que não se fazem mais heróis como antigamente. Quando Percy sobe na beira do local, Equidna zomba dele dizendo que se for o filho de Poseidon não deve ter medo de pular no rio, o chamando de infiel por não confiar nos deuses, mas ao mesmo tempo dizendo que não pode culpá-lo. Quando a Quimera ataca, cuspindo fogo, Percy finalmente pula e escapa do perigo.

Aparência Editar

Quimera mito

Versão mitológica da Quimera

Na versão mitológica da Quimera morta por Belerofonte, ela tem tronco e cabeça de um leão, as costas de um dragão, uma cabeça de serpente como cauda e uma cabeça de cabra saindo de suas costas. Rick Riordan, porém, decidiu representá-la de outra maneira.

Enquanto disfarçada pela Névoa, ela aparece como um chihuahua usando uma coleira de falsos brilhantes. Ao se revelar, ela mantém a coleira além da clássica cabeça de leão e a cabeça de serpente como cauda. Mas suas outras características mais clássicas não existem, com ela tendo um corpo e de cabra e a juba untada de sangue.

Habilidades Editar

  • É capaz de cuspir fogo.
  • Sua cauda com cabeça de serpente possui presas venenosas.
  • É imensamente forte, além de ágil e rápida.
  • Possui poderosos dentes de leão.

Curiosidades Editar

  • Juntamente com sua mãe Equidna, a Quimera é um dos poucos monstros que não terminam mortos e enviados ao Tártaro.
  • Na adaptação cinematográfica de O Ladrão de Raios, a parte em que Percy e seus amigos encontram Quimera e Equidna no Arco de Saint Louis foi substituída por eles lutando contra a Hidra em uma réplica do Partenon no Tennessee. De acordo com o roteirista Craig Titley, a quimera era "muito estranha" e, portanto, vista como "inacessível e inacreditável", não se conectando com o público. O diretor Chris Columbus teve a ideia de substitui-la pela Hidra, pois era uma criatura mais icônica que também pareceria realista para o público se conectar. Também era supostamente mais fácil para os atores reagirem durante as filmagens. A cena em si também foi considerada muito cara e difícil de filmar.
    • Rick Riordan, por outro lado, achou que a cena inteira era horrível e completamente estranha à história. Ele disse que o Partenon era um lugar onde eles perderiam os leitores dos livros aos montes sem nenhuma boa razão, mas achou que poderia ser facilmente corrigido se Ares fosse colocado lá.
  • Em alguns mitos, a Quimera tinha asas de dragão, ainda que nenhum cite que ela possa voar.
  • As quimeras na botânica são geralmente organismos únicos compostos por dois tipos de tecidos geneticamente diferentes. Enquanto na paleontologia, uma quimera é um fóssil que foi reconstruído com elementos provenientes de mais de uma única espécie de animal. Ambos os casos fazem referência ao fato da quimera mitológica ser um híbrido de animais.
O conteúdo da comunidade está disponível sob CC-BY-SA salvo indicação em contrário.